Pela janela

by - 07:40


500px - Photo ----- by Ekaterina Grigorieva

Olhando pela janela mais um dia ensolarado, pássaros voando e cantando, mais uma bela paisagem ela fecha os olhos e as lembranças vem a sua mente.
Ainda quando criança se lembra de quando entrou em uma escola pela primeira vez, de como era e se da conta de que naquela época ela era tão diferente, briguenta, marrenta, dava tapa em meninas chatas, brigava com a professora e ela sorri de canto;
Era bom ela pensa, ser criança, ser autentica, ser ela mesma mas, lhe calaram e isso ela lembra ainda com mais força.
A professora chamará sua mãe para falar de seu gênio, sua mãe a leva em um centro espirita, a professora a muda de sala e os novos colegas que ela pensará que logo se tornariam amigos não a deixam falar, a ameaçam, não deixam nem mesmo que chegue perto da professora e com isso, se cala, começa a se perder de si mesma.
As lembranças vem e vem uma após a outra invadindo sua memória e coração sem licença.
Ela lembra de quando os meninos a perseguiam, que levava beliscões e ri afinal, por que um menino gostava tanto de beliscar os outros?
Chegou a levar tapa na cara, a ser empurrada, a passarem a mão nela, o sentimento é doloroso, ainda pesa lembrar de tais coisas mas, o tempo passou, tudo passou e as coisas mudaram.
Amigos, esse sempre fora um sonho, ter amigos de verdade, viajar com eles, se divertir, rir com eles, dividir sua vida, suas alegrias e dores com eles...
Ela abre os olhos e olha para o céu...é tudo igual, ela pensa:
"Continuo aqui olhando este céu,sem saber o que quero, sem querer algo".
Lagrimas descem pelo seu rosto, ela sabe que o tempo passou.
Foram 13 anos dentro de casa deixando a vida passar em branco,a depressão a consumiu e ela não sabe o que fazer com isso.
Mais lagrimas descem pelo seu rosto enquanto pensa que quase ninguém a entende, quase ninguém sabe de sua dor e do quanto ela tenta sair disso, se curar e ter uma vida e então ela se pergunta;
"Que vida? que vida eu quero viver? será que ainda vou querer?".
Ela fecha a janela, lava o rosto e volta a escrever tentando afastar os pensamentos e esquecer dela mesma novamente.

You May Also Like

4 comentários

  1. Que coisa linda, desde o título até o fim. Fiquei muito encantada, de verdade, pois não conhecia muito bem o seu blog, mas faço questão de voltar sempre. Parabéns, beijos.

    http://escritoraentre4paredes.blogspot.com.br/ ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bruna,
      Que bom que gostou, obrigadaaaa
      Volte sim, volte sempre rsss
      Seu blog também é lindo, vou seguir jáaa
      Abraço grande
      Beijão

      Excluir
  2. Oi Fê.
    Bom eu sei o que é ter depressão.
    Já tive por 7 messes, e agora estou com ela e já faz um ano.
    Porém,prefiro não comentar nada, não quero fazer do meu blog ou qualquer lugar um muro de lamentações.
    Porque acho que são situações que nem sempre as pessoas querem saber, ou falar, como você mesma sabe. Elas não entendem, e não é por serem ignorantes nem nada. É só porque as coisas são assim e pronto e ninguém tem culpa, nem você nem o resto do mundo.
    É triste, dói e tudo mais.
    Mas te desejo dias melhores...
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Morgânia,

      É, eu entendo bem isso mas fico triste por elas não entenderem sabe, por que se as pessoas entendessem poderiam ajudar tantas pessoas simplesmente oferecendo sua amizade.
      Sabe que, na escola eu já tinha depressão mas ter colegas, uma amiga maluca e um amigo que era um anjo me ajudou muito, ele até me ajudou a curar um trauma, pelo menos melhorar então nessa época eu nem falava sobre isso, nem lembrava, até pensei que tinha me curado sabe, poucos sabem que pessoas deprimidas quando se encontram com amigos não ficam reclamando da vida, de cara amarrada, falando de seus problemas, não, nós aproveitamos o máximo a companhia rara dos amigos para nos divertir, lavar a alma, ter um pouquinho de alegria nesses momentos, seria tão bom que as pessoas entendessem isso.
      Mas enfim, é verdade o que diz, eu sei disso, pelo menos sei que não é questão de escrever bem ou não.
      Eu, as vezes preciso desabafar de alguma forma e como não tenho ninguém para isso, uso meu blog que é um diário virtual só espero saber escrever, botar pra fora que sinto sem parecer drama ou reclamação por que sim, isso é chato mesmo.
      Obrigada pelo comentario Mor,
      Bjs mil

      Excluir

Sua opinião é muito importante para mim,
Comente, discuta,converse, a casa é sua.
Obrigada e volte sempre que quiser.