Greve,Governo e Política

by - 11:10

X539D784873784E0D8DAACBB92F6C9A42

A poucos dias da copa os Metroviários anunciaram uma greve por tempo indefinido por um reajuste salarial.
Mas antes de falar contra ou a favor de alguém vamos ao fatos.

ENTENDENDO A GREVE

São Paulo, 4 jun (EFE).- Os trabalhadores do metrô de São Paulo anunciaram greve por tempo indeterminado a partir de amanhã, quinta-feira, a uma semana do início da Copa do Mundo, mas o Metrô, cujo principal acionista é o governo do estado, conseguiu na Justiça uma liminar que impede a paralisação.
"Em uma assembleia cheia, os trabalhadores do metrô aprovaram uma greve geral por tempo indeterminado a partir das 0h de quinta-feira", informou o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Subterrâneos.
Mas o Metrô afirmou ter conseguido, no Tribunal Regional do Trabalho (TRT), uma liminar que garantiria 100% do serviço nos horários de pico e 70% no resto do dia.
Duas audiências de conciliação estão marcadas para amanhã. Uma na Delegacia Regional do Trabalho, às 10h e outra pelo próprio TRT às 15h.
Já o presidente do Sindicato dos Metroviários, Prazeres Junior, garantiu que mesmo com a liminar a categoria não trabalhará.
A prefeitura havia informado, antes da liminar, que suspenderia o rodízio de carros nesta quinta-feira para diminuir o impacto da falta de serviço.
Sindicato e Metrô não chegaram a um acordo sobre o reajuste salarial. A empresa ofereceu 8,7%, mas os trabalhadores exigem 16,5%, pois considerarem que a carga de trabalho aumentou na mesma medida que cresceu o volume de passageiros da rede.
A última reunião entre as partes aconteceu hoje no TRT, que sugeriu que a empresa oferecesse aumento de 9,5%, o que foi rejeitado pelo presidente do Metrô, Luiz Antônio Carvalho Pacheco.
Há duas semanas a cidade de São Paulo viveu por quatro dias uma greve de motoristas de ônibus que provocou congestionamentos recordes.


4jun2014---metroviarios-de-sao-paulo-decidiram-entrar-em-greve-por-tempo-indeterminado-a-partir-desta-quinta-feira-5-a-decisao-foi-tomada-em-assembleia-realizada-na-quadra-da-sede-do-sindicato-dos-1401925385012_956x50

DO SALARIO DOS METROVIARIOS

Esse é um trecho de um concurso que foi realizado em 2012 do quanto um Metroviário pode ganhar
“O metrô de São Paulo está com as inscrições abertas para o concurso 2012, no qual devem ser preenchidas 63 vagas para nível fundamental, médio e superior.
O salário para os cargos do concurso metrô de São Paulo SP variam de R$ 1.304,04 a R$ 5.473,35”

Segundo uma resposta no site do Yahoo respostas o salario dos Metroviários é esse:
Operador Transporte Metroviário I R$2.494,73
Operador Transporte Metroviário II R$3.439,54
Operador Transporte Metroviário III - A R$4.475,87
Operador Transporte Metroviário III - B R$5.634,89
Operador Transporte Metroviário IV R$6.736,85

Os metroviários atualmente exigem  um ajuste maior do que já esta sendo oferecido que é de 8,7%de aumento,
Os metroviários têm conseguido aumentos salariais maiores que a inflação e que a média obtida pelos empregados do setor de transportes. Enquanto os empregados do setor tiveram 4,9% de aumento real entre 2011 e 2013, segundo o Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Econômicos (Dieese), os metroviários tiveram 6,26%.
Os metroviários argumentam que, dada a superlotação do sistema, os aumentos deviam ser maiores. "O reajuste devia acompanhar o aumento de produtividade. Hoje, transportamos muito mais gente do que há alguns anos", diz Altino de Melo Prazeres Junior, presidente do Sindicato dos Metroviários. Entre 2011 e 2013, o total de passageiros cresceu 2,7%, ou 100 mil pessoas, em média, por dia.
Mas o governo leva em conta outro fator: a tarifa congelada em R$ 3. "A tarifa está congelada há dois anos", disse anteontem o presidente da empresa, Luiz Antonio de Carvalho Pacheco. "O Metrô vive da própria arrecadação", garante, ao dizer que não há subsídios previstos no Orçamento do governo para manter a operação. Dessa forma, o Metrô teve prejuízo no ano passado de R$ 70 milhões. Mas, novamente, propôs reajuste com aumento real, de 8,7%.
Os reajustes mais elevados do que os de outros colegas do setor são fruto da organização sindical, dizem os metroviários. São cerca de 9 mil empregados na empresa, que "prestam sempre atenção" aos movimentos dos sindicalistas, segundo um mecânico que trabalha no pátio da Estação Itaquera. "Quando é época da campanha salarial, a gente sempre vem aqui para o pátio (do sindicato, no Tatuapé, zona leste). Com assembleia cheia, os caras (sindicalistas) vão com mais moral para a negociação. No resto do ano, a gente toca a vida, sem aparecer muito no sindicato." A data-base de negociações é em maio.
O sindicato tem uma lanchonete, banheiros e uma quadra poliesportiva. Às vezes, o espaço é usado pelo Movimento Passe Livre para as aulas públicas que eles dão sobre catraca livre. Nos dois andares acima do prédio, há salas administrativas e de aula, para cursos variados.
Segundo o Metrô, o salário médio de um metroviário é de R$ 4.060, além de benefícios como vale-transporte, assistência médica, auxílio-refeição, entre outros.
O reajuste foi, desde o começo, o maior entrave entre metroviários e Governo. Inicialmente,  o sindicato dos metroviários pedia 35, 47% de aumento. O valor foi reduzido para 16, 5% e e
ntão na última audiência,  para 12, 2%.  O metrô ofereceu 5, 2%, 7, 98% e por último 8, 7%.


TRANSITO E ÔNIBUS

05-06-2014 - Pontos de ônibus lotados nesta manhã de greve de Metroviários em São Paulo. Foto Rafael Neddermeyer/ Fotos Publicas

O trânsito na capital paulista bateu recorde de lentidão para o período da manhã em 2014 nesta quinta-feira (5), de acordo com dados da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego). Às 9h30, a cidade registrou 209 km de lentidão, o terceiro pior índice para o período desde que as medições foram iniciadas, em 1994. Por volta de 10h, o índice caiu para 204 km.
Em dia de greve de metroviários e suspensão do rodízio de veículos, os "marronzinhos", como são chamados os agentes da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), também fazem paralisação. Com isso, as faixas reversíveis que auxiliam o trânsito no horário de pico não foram feitas.
O esperado para a manhã de uma quinta feira em condições normais (sem greve e com rodízio), segundo a CET, seria 103 km de lentidão. As regiões com mais problemas de tráfego são as zonas sul (com lentidão aproximada de 70 km) e a oeste (com cerca de 40 km em situação difícil).
O maior índice de lentidão em 2014 para a manhã foi registrado no dia 22 de maio, quando a cidade teve 168 km de congestionamento. Já o recorde para o período foi de 249 km em maio de 2012.
Segundo a CET, a via mais congestionada na cidade é a pista expressa da marginal Pinheiros no sentido rodovia Castelo Branco, que tem 10,6 km de filas da ponte Cidade Jardim até a ponte do Socorro. Na direção oposta, a marginal Pinheiros tem 9,3 km de lentidão na via expressa entre os trechos Cidade Jardim e Castelo Branco, e 8,7 km na pista local, no trecho Cidade Jardim até Transamérica.
A marginal Tietê também está em situação difícil na pista expressa, com 10,3 km de filas no sentido Castelo Branco entre Casa Verde e Aricanduva.
Outras vias com tráfego pesado na capital paulista são:
- avenida Aricanduva, no sentido marginal: 6,1 km de lentidão na via expressa;
- avenida dos Bandeirantes, sentido marginal:  5,2 km de lentidão na via expressa;
- avenida 23 de Maio, sentido Santana:  5,2 km de lentidão na via expressa;
- avenida Washington Luis, sentido centro: 5,1 km de lentidão na via expressa.
De acordo com informações da rádio Sul América, o corredor das avenidas Jabaquara, Domingos de Morais e Vergueiro tinha trânsito bastante pesado no sentido Paraíso.
Entre o aeroporto de Congonhas e a avenida Ibirapuera também havia dificuldades para os motoristas. A Radial Leste estava travada no sentido centro, mas fluindo bem na direção contrária.
Grevistas fizeram piquetes em estações como Ana Rosa, Paraíso e Bresser-Mooca para impedir a entrada de funcionários. Na quinta-feira, um desses piquetes terminou em confronto com a PM (Polícia Militar). Ao menos duas pessoas ficaram feridas e outra pessoa foi presa.
Desde o início da grave, o funcionamento do metrô é parcial. As linhas 1-Azul, 2-Verde e 3-Vermelha são as mais afetadas. Na linha 5-Lilás, a operação tem começado com atraso, mas todas as estações são abertas. A linha 4-Amarela não está em greve, pois é privada e o quadro de funcionários é diferente das outras linhas do metrô. Neste domingo, esta linha fechou duas estações, mas para obras. 

GREVE METRO SP TREM COPA 2014 BRASIL

Bom,
Eu pesquisei, li e reli para não ser injusta, para não falar algo que não sei por que, não devemos julgar alguém que não conhecemos, não sabemos o que a levou a tal situação, o que aconteceu, como é sua vida enfim;
Essa greve para mim pelo menos é abusiva por que, eles estão exigindo mais uma vez aumento salarial e não é a primeira vez que isso acontece, não é a primeira vez que São Paulo sofre com tal greve.
Em 2011, 2012, 2013 ouve greve pelo mesmo motivo e sim, eles tiveram reajuste salarial ganhando bem mais quem salario mínimo por exemplo.
Muitos são os que estão sendo prejudicados e sofrendo com tal greve.
Vi uma senhora indignada por que tentava subir em um ônibus mas os “homens” não a deixam subir, empurram, puxavam cabelo, eram estúpidos.
Outra mãe tentava levar o filho que passava mal ao médico e não conseguia chegar.
Eu, torci o pé, rompi os ligamentos e estou a dois dias em casa sem poder fazer o tratamento correndo o risco de operar o pé e só eu posso saber o quanto isso iria me prejudicar.
Todos temos direitos, todos podemos e devemos exigir nosso direito mas, em momento algum devemos exigir nossos direitos prejudicando milhares de pessoas;
Quando prejudicamos alguém é ai que acaba o nosso direito, não existe qualquer justificava para tal .
Ouço muitos falarem que é culpa do PT outros falam do Alckimin mas esquecem que quem está fazendo tudo isso são Metroviários, eles tomaram essa iniciativa e mais ninguém.
Partido corrupto existe, sempre existiu e é quase impossível encontrar algum político honesto por aqui ou até mesmo no mundo. As pessoas tem brigado, tem se irritado, tem sido mal educadas, agido com estupidez até, elas tem esquecido o que é ser um SER HUMANO .
Tais greves mostram como em situações assim nos transformamos em verdadeiros animais e como podemos virar outra pessoa na hora de um problema.
Não devemos esquecer de quem somos, não podemos deixar de pensar no próximo por que estamos com problemas, por que estamos nervosos no meio de uma greve absurda .
O mundo, o ser humano só funciona se puder contar um com o outro, se nos ajudarmos no fim tudo da certo mas, acontece que as pessoas tem se esquecido disso e causado dor e sofrimento a outras, acabam sendo egoístas por que, nosso problema é sempre maior que o do outro e só nós sabemos de nossa vida.
Essa greve mostra apenas o quanto a ganancia afeta nossa vida, nosso ser, nossa personalidade e nos transforma em outra coisa, quanto mais dinheiro temos mais queremos e não importa que para isso passemos por cima de algumas pessoas.
Só pode se resolver algo conversando, ajudando, no momento em que se esquece que o outro também é um ser humano e tem suas necessidades assim como você  só há brigas, discussões, gente se machucando e causando dor e sofrimento a outros.
Essa greve só causou dor e sofrimento, não ajudou a ninguém, o único bem que resultará de tal greve é talvez um reajuste salarial que no próximo ano já não será suficiente e logo farão outra greve.
É uma bola de neve, não tem fim, quanto mais ganham mais querem, por isso devem rever o que estão fazendo, pensar em quantos estão prejudicando e aceitar um salário bom que muitos não tem hoje.
Muitos estão na rua, passando fome, frio, implorando por um prato de comida;
Muitos mal ganham um salário mínimo ,
Muitos não sabem o que vão fazer no próximo mês, como vão dar o que comer para seus filhos(as).
Esta é uma greve que não tem nada de política, não tem nada de conspiração apenas são pessoas que não contentes em ganhar mais de 3 mil reais estão exigindo um aumento ainda maior e para isso, prejudicam milhares de pessoa em prol do seu salário e apenas isso.
Eu espero que as pessoas consigam enxergar que essa é uma situação que tem se arrastado a anos, essa não é a primeira greve e nem será a ultima, mesmo tendo o reajuste que querem no próximo ano irão querer mais e então teremos outra greve  até que alguém tome uma atitude, resolva a situação, brigue por nós ou, nós nos unimos e resolvemos essa situação de uma vez por todas afinal, somos maioria.
Quem sabe um dia as pessoas realmente se unam em prol de algo maior.

 

You May Also Like

4 comentários

  1. pelo jeito a negociação termina nos 10% (aumentando aqui e diminuindo ali)Não estou muito por dentro da greve... mas posso dizer que se o transporte é tão essencial, eles devem tratar melhor os trabalhadores dessa área. A pior parte é a população que precisa do transporte. É uma necessidade tão básica quanto o sistema de saúde.

    ResponderExcluir
  2. Vou falar um pouco sobre o que entendo o assunto.O reajuste salarial é anual, se trata de um direito e não de um bônus ou um presente. Por ser um direito, todo ano existe aumento e todo ano eles negociam o aumento. A greve também é anual, assim como também acontece com os motoristas de ônibus, com bancários, correios, polícia e cia. A greve não é uma surpresa, algumas são marcadas com um ano de antecedência e acontece meses antes do reajuste. A greve acontece em várias categorias, não só com os metroviários.Na minha opinião não se trata de ganancia, ou de "quanto mais ganham, mais querem". Se trata de "quanto mais trabalho e responsabilidade, mais mereço ganhar". Nos trechos das matérias que você postou é possível encontrar informações de que a demanda aumentou, com isso o trabalho aumentou e a pressão também.3 mil reais é realmente um valor significativo se comparado a outros empregos. Mas a responsabilidade de quem opera um trem é muito grande, assim como a sua preparação, qualificação e capacitação que é preciso ter para operar um transporte que carrega milhares de pessoas. O salário é "alto" e a responsabilidade também. Ele é proporcional a capacidade do profissional.Acho que você misturou assuntos desconexos à greve. As pessoas passando fome, frio e implorando por comida não vão melhorar se eles pararem a greve. Esse é um problema de gestão, administração e planejamento público.A luta deles é válida. A maioria deles também dependem de transporte público, assim como suas famílias. Eles "se prejudicam", mas na maioria das vezes esse é o único caminho.

    ResponderExcluir
  3. Pois é Fran, quem sofre somos nós... Espero que acabe logo.

    ResponderExcluir
  4. RodrigoApenas vou lhe dizer isso. Não existe qualquer justificativa para prejudicar alguém e eles estão prejudicando milhares. Quero ver quando você precisar de médico se vai continuar apoiando eles Existem muitas outras formas de conseguir seus direitos sem prejudicar os outros.

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para mim,
Comente, discuta,converse, a casa é sua.
Obrigada e volte sempre que quiser.