Quem sabe ainda sou uma garotinha...

by - 10:55


Eu não cresci,


Ainda sou aquela mesma menina, sonhadora, com esperança...


Ela ficou em algum lugar ali, esperando crescer, esperando algo, ou alguém.


Não me sinto uma mulher, adulta, me sinto uma menina brincando de ser gente grande.


Eu não vivi o que se vive para passar a fase adulta...


Não namorei, não fiz sexo, não tive amigos, nunca viajei sozinha, não fiz vestibular, não fiz faculdade, não trabalhei.


Então eu não sei como é ser adulta,


Me sinto menina, uma adolescente talvez esperando para amar e ser amada apenas;


Uma jovem com sonhos, começando uma vida, querendo abraçar o mundo, sem saber ainda ao certo como vai ser o futuro, cheia de sonhos e esperanças.



A vida que conheço é a da escola, as amizades, inimizades, paqueras, cabular aula, e eu parei lá, na formatura pensando que ali eu começaria uma nova vida;


Eu faria faculdade de publicidade, a ESPM, a melhor do Brasil e dali o mundo seria o limite.


Não foi assim,


Certamente você teve seu primeiro beijo, ficou com alguns meninos, já teve sua primeira vez e teve outras muitas, tem amigos, trabalha e tudo isso, para a grande maioria dos seres humanos é normal.


Para mim não, é simplesmente incompreensível, nunca vivi nada disso.


Eu tenho 37 anos,


Tenho sentimentos tão conflitantes dentro de mim que por vezes fica dificil pensar, focar em algo e é tudo tão forte e intenso, é um turbilhão de várias emoções dentro de mim ao mesmo tempo e eu, lutando comigo mesma todo santo dia.


Quem sou eu hoje?


Uma menina de 37 anos brincando de ser mulher, tentando se enxergar, se achar mas, essa menina ficou lá, parada em um dia chuvoso chorando, desesperada, o tempo parou ali e ninguém lhe ensinou como continuar, só a mandaram esquecer e superar mas , como se faz isso? Tem algum manual?


Como se continua a partir de um dia que ficou há tantos anos atrás e seu coração ficou lá como que congelado no tempo?


Eu ainda sou uma menina,


Não cresci e não sei como crescer,


A vida me foi roubada  e o pior, fui eu mesma e ninguém me disse como lidar com isso, como viver.


Não me sinto uma mulher, estou incompleta,ainda sou aquela menina, parada lá, anos atrás, não cresci ...


 

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=EOj0Tzo6C7Y]

You May Also Like

4 comentários

  1. Fer,

    Cada um tem a sua história e eu sei que a sua parece -- e deve ser mesmo -- mais dolorosa que a de muitas outras pessoas. Eu tenho zero intenções de minimizar quaisquer que tenham sido suas dores nessa vida.

    O que eu tenho são intenções de tentar ajudar um pouquinho, como sempre tentei. Existe um "segredo" que é dessas coisas não-ditas que a gente precisa de uma confirmação para saber que são reais: ninguém sabe como crescer, ninguém sabe como se tornar adulto.

    De fato, existem muitos fatores da vida que estão atreladas à vida adulta e vão dos relacionamentos amoroso à responsabilidade de sustentar uma casa e, por vezes, consolar a si mesmo nos momentos difíceis que sempre surgem.

    Mas, já que você trouxe Cássia Eller para este post, eu trago Renato Russo para o comentário: "são crianças como você, o que você vai ser quando você crescer". Seu pais, os meus e todos os adultos que são adultos desde que os conhecemos: são crianças de alguma forma. A vida não tem manual pra ninguém e o que a gente faz é fingir que sabe exatamente o que está fazendo, para onde está indo.

    Tenho certeza que essa reflexão não vai afastar de você toda angústia, mas espero que ajude a trazer um pouquinho de conforto que seja <3

    ResponderExcluir
  2. Lari,
    Primeiro, desculpa a demora, eu só vi agora, com tantas coisas acontecendo ainda ...
    Segundo, você pode dizer sempre, o que quiser viu, nunca, jamais vou ficar chateada porque, acho que chateada só fico hoje quando alguém escolhe ignorar e esquecer o outro só por não concordar com você, creio que relacionamentos são assim, cada um tem sua opinião e verdade que podem ser diferentes, você pode discordar até mas isso não faz do outro ruim, chato ou que não vale a pena...acho chato sempre concordar com tudo e com todos né?
    Enfim,
    Com esse post na verdade eu quis tentar que os outros sentissem um pouco do que eu senti e sinto, que soubessem o que é depressão, o que é ter depressão, porque a maioria jamais vai entender como é e eu entendo isso, hoje eu aceito porque é difícil mesmo, certos sentimentos, certas doenças e problemas não tem como você saber como o outro se sente, você pode no maxímo imaginar.
    A depressão ela te rouba muita coisa e ela me roubou muito, pelo menos eu achei mas, hoje vejo que muita coisa que tenha deixado de viver talvez tenha que ter sido assim, não sei se é certo, mas hoje não sinto tanto, apenas gostaria hoje de poder andar com minhas próprias pernas sem depender de ninguém e esse é o maior desafio mesmo.
    Já me senti mal por ter deixado de viver coisas que para outros é normal mas hoje não sinto tanto, creio que tem mais o medo, o aprendizado e o querer viver algo que ainda não sei o que é mas, eu queria de fato que as pessoas entendessem um pouco do que é viver com depressão sabe? de como tudo é tão intenso e diferente, você não tem uma vida normal, você tem uma doença que lhe afeta muito...
    Mas é isso,
    Tenha certeza de que você me ajuda muito, sempre e que sempre, sempre li e procurei assimilar cada palavra que me disse, mesmo que não concorde ou teime rss, sempre leio e releio e penso muito viu, pode ter certeza.
    Muito obrigada Lari,
    Saudades do nosso grupo do face, faz falta...
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Eu poderia fazer um textão aqui, mas só que nada mudaria. Porque tu bem sabe que só você pode mudar tudo isso.E nada nem ninguém é culpado.
    Então encontre as resposta para "TUDO" que você quer para sua vida com esse dois nomes(só para começar...Tem tanta coisa para aprender...

    Joseph Murphy
    Neville Goddard
    Vá estudar e comece a mudar sua vida AGORA!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hoje eu estou no processo de auto cura, porque na real, só eu posso me curar, somos capazes de curar nossas feridas, nossas dores.
      Jamais acreditei em uma psicologa que fala que depressão não tem cura, é química, nunca acreditei em alguém que fala que tem que conviver com a tristeza.
      Não, eu não nasci assim, me recuso a ter menos que felicidade, agora preciso aceitar o que deixei de viver parar de me culpar eternamente e como disse, sim, tenho que ir estudar e viver e vou.
      Obrigada Morg, sempre me faz bem o que me fala,
      Abraço grandeee

      Excluir

Sua opinião é muito importante para mim,
Comente, discuta,converse, a casa é sua.
Obrigada e volte sempre que quiser.